Bilhetes do Tesouro (BT)


Os Bilhetes do Tesouro (BT) são títulos desmaterializados, amortizáveis a prazo não superior a um ano, emitidos em dobras, em montantes mínimos de 1.000.000,00 (um milhão), colocados a desconto através de leilão ou procedimentos bilaterais, reembolsáveis no vencimento pelo seu valor nominal.

 

Os BTs podem ser utilizados como instrumento de financiamento e gestão corrente da Tesouraria do Estado, assegurando o equilíbrio dos fluxos de receitas e despesas do Governo, assim como a dinamização da economia.

 

Este instrumento pode, igualmente, ser utilizados para fins de política monetária pelo Banco Central, enquanto instrumentos do mercado monetário.

 

Pretende-se  ainda que os BTs constituam uma forma alternativa de aplicação de poupanças pelo público,  procurando-se por essa razão dinamizar o desenvolvimento do mercado secundário.

 

Colocação

A colocação por leilão pode ser efectuada utilizando o método de taxa fixa ou método de taxa variável, que por sua vez, o qual os participantes podem apresentar até seis propostas.

Leilão de taxa fixa, ou leilão de montante

Nesta modalidade a taxa de juro é antecipadamente fixada pelo BCSTP e as contrapartes no leilão apresentam propostas dos montantes que pretendem transaccionar à taxa de juro que foi fixada.

Leilão a taxa variável

Nesta modalidade, as contrapartes licitam os montantes e as taxas de juro às quais pretendem efectuar as transacções com o BCSTP.

  • Americano: taxa múltipla - colocação: efectuada à taxa marginal/taxa limite de colocação(taxa máxima de absorção ou taxa mínima de cedência);
  • Holandês: taxa única – colocação à taxa de cada proposta individual satisfeita;

 

Através do leilão, as propostas são satisfeitas  por meio de rateio quando o montante proposto  é superior ao montante a colocar, ou seja, quando a procura excede a oferta.

 

Emissão de BTs em S. Tomé e Príncipe

 

A primeira da emissão de BT em S.Tomé e Príncipe ocorreu no dia 29 de Junho de 2015, enquadrando-se numa estratégia de desenvolvimento de mercado de dívida interna, tratando-se de uma emissão efectuada para fins de política orçamental. Nessa emissão a procura foi de 20 % superior a oferta, resultante de participação de três bancos.

 

A segunda emissão de BT, decorreu em 02 de Fevereiro de 2016 e a procura foi superior a oferta em 35%, aonde estiveram implicados 3 bancos.


No dia 08 de Março de 2017 realizou-se a terceira emissão de BT, cujo o resultado evidenciou a consolidação deste instrumento no mercado financeiro nacional. Tendo em conta que a procura foi superior a oferta em 77%, o BCSTP viu-se obrigado a efectuar um rateio das propostas a taxa de 57% de modo a atender as solicitações dos 4 bancos participantes.

 

No dia 1 de Setembro de 2017 o BCSTP realizou-se a quarta emissão de BTs no montante de 50 mil milhões de dobras, à taxa máxima de 3,0% (leilão a taxa variável, no entanto, todos os bancos apresentaram propostas à taxa máxima).

A procura nesta licitação foi 70% superior a oferta, resultante da participação de quatro bancos, pelo que o BCSTP efectuou um rateio a taxa de 37%.

 

 

Mercado e condições de acesso

 

Os BTs são colocados no mercado primário e podem ser transaccionados no mercado secundário.

Entende-se por Mercado Primário, especificamente o local onde ocorre a emissão dos valores mobiliários, ou seja, onde os títulos são vendidos aos seus primeiros titulares, e onde ocorre a canalização de poupança ao investimento.

Mercado Secundário refere-se a compra e venda, definitiva ou temporária, de BT já emitidos no mercado primário

 

Têm acesso ao mercado primário de Bilhetes do Tesouro, as instituições de crédito participantes no MMI e outras instituições financeiras, desde que, previamente autorizadas pelo Banco Central de S. Tomé e Príncipe(BCSTP).

 

As entidades com acesso ao mercado primário de Bilhetes do Tesouro poderão efectuar entre si ou com o BCSTP operações de compra ou de venda, definitivas ou temporárias, de Bilhetes do Tesouro.

 

Os Bilhetes do Tesouro adquiridos pelas instituições com acesso ao mercado primário, poderão, igualmente, ser colocados junto do público, mediante a abertura de contas - título em nome dos seus clientes.


Câmbio

Data: 14/12/2017
MOEDA COMPRA VENDA
EUR24.500,0024.500,00
GBP27.871,0028.289,06
JPY184,22186,99
USD20.875,9421.189,08
XAF37,3537,91
MOEDA COMPRA VENDA
EUR24,500024,5000
GBP27,871028,2891
JPY0,18420,1870
USD20,875921,1891
XAF0,03740,0379

Base Monetária (Mil Milhões de Dobras)

Data BMMN Base Monetária em Moeda Nacional NMC Notas e Moedas em Circulação RBMN Reservas Bancárias em Moeda Nacional RIL Reservas Internacionais Líquidas(Milhões USD)
25/08/20171497,12290,411206,7152,01
18/08/20171521,09295,161212,3652,30
15/08/20171521,09304,411216,6853,08
11/08/20171520,66306,451214,2153,09

Outras taxas

Taxa de Juros de Referência 9,00 %
Reservas Minimas de Caixa(RMC) 18 %
DATA TAXA
1928/06/20179,00
1802/02/201510,00
1704/04/201412,00
1601/05/201214,00
1503/08/201015,00
1428/10/200916,00
1326/08/200917,00
1223/04/200919,00
1126/03/200923,50
1021/01/200926,00

Conversor de moedas

0.0
Valor
De
Para

© Banco Central de S.Tomé e Príncipe.

Todos os direitos reservados.